Inovação e tecnologia a favor de suas vendas

O que vender, a que preço e qual quantidade comprar eram decisões que os caixeiros viajantes tinham que tomar sem a ajuda dos dados de consumo dos clientes. Parte do valor das empresas de hoje vem da análise desse conjunto de informações para que a produção seja mais eficiente. Com a correta interpretação do material levantado, pode-se saber o que o cliente quer, como e quando compra.

O varejo está passando por uma grande reinvenção com a era digital. O uso de tecnologias mudou a forma de se comunicar, vender e consumir, e entender como aplicar tecnologia e inovação se tornou fundamental para aprimorar a experiência de compra e o relacionamento com o cliente. Acompanhar o comportamento do consumidor é uma questão chave e fator decisório para a venda.

O uso do drone é uma tendência em vários negócios. No mercado imobiliário, por exemplo, a câmera voadora apresenta o imóvel ao cliente por ângulos valiosos que reduzem o tempo e trazem conveniência. Ou que tal visitar um evento sem precisar viajar? Uma concessionária levou centenas de consumidores para o Salão do Automóvel por meio da realidade virtual.

O desconforto provocado pelas demoradas filas nos caixas está sendo superado por uma tecnologia que permite ao cliente finalizar a compra sozinho. Tem ainda aplicativo de supermercado que oferece descontos, leitor de código de barras e a possibilidade de agendar o horário do atendimento.

Os negócios estão cada vez mais digitais. Até porque as inovações fazem os clientes ficarem mais tempo nas lojas, vivenciar novas experiências e consumirem mais. Só que essa atual e surpreendente realidade tem apontado para a necessidade de qualificação do profissional de vendas, já que a tecnologia até que aproxima as pessoas, mas não torna a experiência 100% agradável.

Agora que o seu vendedor ganhou mais tempo…

Para gerar um bom relacionamento com o consumidor é preciso falar em fidelização e, de posse das novas tecnologias, o vendedor tem mais tempo para se dedicar e fazer o cliente vivenciar uma experiência incomparável que o fará voltar na loja outras vezes. Nessa onda de se estabelecer conexões produtivas, passa a ser crucial ainda que, quando o cliente tiver um problema, ele também acredite que vai encontrar a solução na sua empresa. Portanto, estar bem preparado para atendê-lo é determinante.

Daí que entra o Senac Comércio, um programa que traz para o foco do varejo a busca por inovação, o aprimoramento das relações com os consumidores e o modo de fazer a operação acontecer seguindo as tendências do varejo 4.0, aquele do consumidor multicanal, onde online e off-line se fundem proporcionando uma experiência positiva.

O Programa Senac Comércio oferece soluções educacionais para as áreas de marketing e vendas, logística, finanças e comércio exterior. São 110 cursos com carga horária curta (entre 15 e 72 horas), no formato de trilha de desenvolvimento que garante um aperfeiçoamento consistente para os profissionais do mercado. Cada curso entrega um material aplicável no ambiente de trabalho do participante.

Só para o vendedor foram preparados 28 cursos que podem ser combinados de acordo com a necessidade. Como resultado, um profissional pronto para ser o principal agente de uma experiência que vende, aquela na qual os clientes se sentem únicos, cuidados, inspirados e confiantes.

Bom atendimento sempre é tendência

Do caixeiro viajante ao vendedor atual, uma coisa é certa: o bom atendimento sempre será uma demanda de consumo. Ou seja, automação sozinha não faz verão. Ela precisa caminhar junto com a humanização e os depoimentos a seguir comprovam que o conhecimento e controle das emoções, de natureza exclusivamente humana, têm mudado muitas realidades em vendas Brasil afora.

O vendedor Ilso Soares de Dourados, no centro-sul de Mato Grosso do Sul, lembra de um episódio de um cliente que chegou já meio nervoso por ter de fazer a troca da mercadoria. “Claro que eu também fiquei incomodado. Só que lembrei do treinamento do Senac ´Inteligência Emocional em Vendas´ e soube lidar com os desconfortos. Não alterei a voz, me concentrei na emoção do cliente e ele saiu contente da loja”, comemora.

Já para a empresária Gladines Zanatta, que participou do mesmo treinamento que Ilso, “a motivação que estava escondida em mim aflorou e contagiou as minhas colaboradoras. Isso fez com que a loja vendesse mais. Motivação vem de dentro e esse incentivo muitas vezes dura pouco, mas o curso tem me ajudado a manter o estímulo. Se eu quero estar feliz, animada, eu consigo controlar melhor as minhas emoções e seguir motivada todos os dias”, disse sentindo-se renovada.

Afinal, ninguém consegue nada diferente fazendo sempre as mesmas coisas.

Quer vender mais e melhor? Então ligue para o Senac no número 0800 724 4440 que vai ter um consultor esperando por você.

Posts Relacionados

Compartilhe: