Reciclagem: 4 dicas para começar a fazer em casa

No dia 05 de junho comemoramos o Dia Nacional da Reciclagem e o Dia Mundial do Meio Ambiente. Essa é uma oportunidade de refletir sobre os nossos hábitos de consumo e de incentivar a conscientização para o descarte correto do lixo.

Você sabia que o Brasil é o 4º maior produtor de lixo plástico do mundo? São 11 milhões de toneladas por ano. E o pior: reciclamos apenas 1% de todo esse montante.

Pensando nessa realidade e aproveitando as celebrações dessa data importante para o meio ambiente, vamos responder 4 perguntas comuns feitas por quem quer implementar a prática da reciclagem em casa e descartar seu lixo de maneira mais responsável. Se identifica? Então siga a leitura!

1 – O que pode ser reciclado?

Essa é a primeira pergunta que deve ser feita. Não são todos os materiais que podem ser reciclados. Por exemplo: lixo orgânico, como restos e cascas de alimentos (mas que podem virar compostagem doméstica), material de higiene pessoal, resíduos contaminantes, como pilhas e baterias, resíduos hospitalares e lixo químico.

Na dúvida, consulte essa tabela de produtos recicláveis e não recicláveis do Ministério do Meio Ambiente

2 – Como separar os resíduos antes de descartar?

Depois que você entendeu o que pode e não pode reciclar, o primeiro passo é separá-los por essa categoria. Os lixos não-recicláveis são encaminhados para pontos de recebimento específicos de cada material. Por exemplo: vários shoppings e grandes supermercados já possuem pontos de coleta de material eletrônico.

Já os lixos recicláveis podem ser separados novamente por tipo: plástico, vidro, papel e metal, igual vemos nas lixeiras de coleta seletiva, aquelas coloridas!

3 – Preciso higienizar os materiais para reciclar?

Sim! Higienizar bem facilita o processo de reciclagem, além de evitar que gere mau cheiro no seu lixo e que atraia insetos.

Atenção também no armazenamento! Evite que papel e papelão fiquem em locais úmidos, perto de outros resíduos líquidos ou expostos à chuva. Isso pode inviabilizar a reciclagem desses materiais.

4 – No meu bairro não tem coleta seletiva. E agora?

Calma! Assim como coletas de materiais não recicláveis, as cidades já contam com locais preparados para receber e dar a tratativa correta para os recicláveis. Esses locais estão espalhados por todas as regionais do munícipio, então é muito provável que tenha um centro de triagem perto de sua casa.

Procure a prefeitura de sua cidade, se informe e convide seus vizinhos para entrarem nessa onda de sustentabilidade!



Se você pretende aprofundar seus conhecimentos na área de meio ambiente e se tornar um profissional qualificado para suprir as demandas do setor, o Senac EAD oferece diversos cursos a distância, incluindo cursos técnicos, graduação e pós-graduação!

Clique no link abaixo e confira a programação.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •