Alunos do curso Técnico em Marketing criam agência profissional a partir de trabalho proposto em aula

Estudantes já estão prestando consultoria para marcas de Curvelo e pretendem expandir seus trabalhos para cidades da região

Na mitologia grega, Hidra era uma criatura com o corpo de dragão e sete cabeças de serpente. Reza a lenda que ela vivia em uma região pantanosa próxima ao lago de Lerna, e que sua cabeça se regenerava em dobro quando cortada. O mito de Hidra, portanto, levou os alunos do curso Técnico em Marketing do Senac em Curvelo Júlia (Juh) Rocha, Maria Clara Barcelos, Geovana Cristina, Maria Eduarda Medeiros, Maria Eduarda Pires e João Guilherme a batizarem sua agência de marketing com o nome da criatura mitológica. 

“São sete cabeças pensantes dentro de um só corpo, que é a nossa agência”, explica Juh. Ao ser questionada sobre o fato de serem seis integrantes do grupo, e não sete; ela não hesita: “A sétima cabeça é a do cliente. Afinal, ele também faz parte do processo. De nada adianta termos ideias que não agradam a ele”. 

Criada a partir da proposta de um trabalho em grupo do curso Técnico em Marketing, a Hidra já está prestando consultoria para marcas de Curvelo e pretende expandir seus trabalhos para cidades da região, aproveitando a carência de profissionais especializados na área. 

De acordo com Mariana Melo, professora do Senac que propôs o trabalho em grupo do qual nasceu a Hidra, essa iniciativa dos alunos tem potencial para impactar na sociedade local de maneira dinâmica e efetiva. “Esse projeto – e também a postura de outros alunos da turma – será essencial para nossa cidade, promovendo mudanças e desenvolvendo as marcas corretamente”, afirma.   

Ela explica que Curvelo é uma cidade bem administrada, com um crescimento evidente, e que o momento é de renovação, de modo que o Marketing está no foco. “Tenho acompanhado empresas que estão abrindo vagas na área e a demanda é crescente também para quem trabalha como freela”, destaca a docente. 

Embora ainda seja incipiente, a Hidra já tem prestado consultoria para uma hair influencer e está prospectando novos clientes. O maior desafio dos jovens, inicialmente, é convencer as marcas a incorporarem uma estratégia de marketing. Conforme avalia Juh Rocha, existe em Curvelo muita gente com boas ideias, mas que não sabem como vender essas ideias.  

Contudo, a obstinação do grupo é admirável – sobretudo quando se considera que são pessoas entre 16 e 21 anos. Os integrantes da Hidra têm ido a campo, conversado com potenciais clientes no intuito de mostrar seu trabalho e, quem sabe, vender seus serviços. “A gente pensa que o não nós já temos, então o que custa tentar?”, revela a estudante. 

Para o futuro, ela conta com a experiência que será adquirida com o tempo e a consolidação da agência como referência na cidade e região. “Nós queremos subir degrau por degrau e, quando chegarmos lá em cima, perguntar para nossos eventuais clientes: você quer subir com a gente”, conclui. 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •